O PUMA OU A ROSA?


Um dia a Rosa ganhou o Puma ou o Puma ganhou a Rosa?

   Mas que Puma, mas que Rosa?

   Respostas fáceis para quem conhece. Conhece quem?

   Para quem conhece de Puma a resposta vem na hora.

   Ano, modelo, cor, etc.

   Para Rosa é só Puma, que conhece muito melhor.

   Para quem conhece muito melhor, Rosa é só Rosa.

   Levou quem a presenteou para passear na beira da praia, os filhos à escola e os netos no ”banco” de trás, às vezes todos juntos.

   Quem? O Puma ou a Rosa?

   Com muito carinho veio quando era novo e com muito carinho veio para nós, quase quarenta anos depois para ser cuidado.

   Vítima de uma enchente e com muitas peças ainda originais, mas desgastadas pelas quatro décadas, precisava de cuidados especiais.

   O embarcamos em um caminhão para subir a serra de Santos, cortando o coração de Rosa que acompanhou tudo, mas sabia que o Puma precisava daquele carinho, não carinho de carro que vai para a exposição, mas carinho para ser usado e desfrutado, como sempre foi.

   Pela Rosa é claro, que nos alertou.

   – Esperem só até ouvir o ronco do escapamento dele.

   Ficou aqui quase a pandemia toda, para se recuperar dos estragos feitos pela enchente que sofreu e pelo tempo que passou.

   Passou pelo processo que chamamos de “Restauração Funcional”, onde funcionar bem está acima de tudo, porque carro foi feito para andar.

   Dois carburadores fora, ignição completa, filtros, suspensão, freio, pneus, tudo revisado.

O interior foi um trabalho à parte, começando pelos bonitos instrumentos que foram invadidos pela umidade e em sua maioria não funcionava. Foram um a um desmontados, limpos e revisados.

   Revestimentos, bancos, console, tudo removido, higienizado e devidamente reinstalados, assim como o tanque de combustível que se livrou da gasolina envelhecida e ganhou até pintura nova.

Com muita paciência tudo voltou ao seu lugar sem deixar vestígios dos infortúnios que sofreu e fomos dar a primeira volta com a capota baixada do conversível.

Ou seria cabriolet?

   Mas que motor teria?

   O air cooled pode ir dos originais 1.6 até os bravíssimos 2.3.

   E a carburação?

   Simples ou dupla? Seriam os Solex ou teria uma dupla de Weber? Quem sabe até foi injetado.

   E o comando, seria o original ou um dos famosos P3; P4 ou P7, feitos pela Puma especialmente para competição?

   Lembramos do que a Rosa nos falou:

   – Esperem só até ouvir o ronco do escapamento dele.

   Dito e feito, isso era o suficiente, as respostas das perguntas nem tanto. E o mais importante de tudo, a Rosa gostou e o Puma também.

Até o próximo artigo,

Wagner Coronado

 

1 Comment

  1. Leandro
    10 de março de 2022
    Responder

    Parabéns pelo resgate e pelo trabalho – tive a oportunidade de conhecer o Puma de perto durante os serviços, deve estar perfeito!
    Parabéns!

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.