A arte psicadélica dos caminhões na Índia


Se um caminhoneiro vai passar 10 meses por ano na estrada, não basta ter um veículo que ande e seja confortável, tem que ser muito mais do que isso. Pelo menos é assim que as coisas funcionam na Índia.

Para os caminhoneiros indianos, os seus caminhões são uma obra de arte em movimento, que refletem a sua personalidade, uma maneira de expressão da identidade e das características do proprietário. É interessante ver que as pessoas expressam seus sentimentos, crenças e culturas regionais ao mundo através dos seus caminhões.

Além disso, os indianos acreditam que um caminhão colorido e devidamente decorado atrai mais negócio. E num país com quatro milhões de kms quadrados de área, onde a economia assenta nesta rede de transporte, isto é muito importante.

Impossível percorrer as estradas e rodovias da Índia e não se deparar com caminhões coloridos, com imagens de deuses e deusas, frases de efeito, expressões religiosas e desenhos típicos da cultura indiana.

O incrível é ver que em alguns casos, parece que nem o parafuso escapa da tempestade colorida que acerta o caminhão. Já o interior dos caminhões é… extravagante. Tão coloridos ou mais do que o exterior dos caminhões.

Os caminhões indianos são assim autênticos outdoors ambulantes, viajando de uma ponta até à outra do país, levando arte e mensagens.

Na arte realizada encontra-se grande simbolismo. Por vezes as pinturas são feitas para recordar as família que ficaram para trás, outras vezes para ilustrar deuses e divindades, estrelas de Bollywood ou imagens políticas. Uma verdadeira representação de quem vai aos comandos do volante.

A verdade é que são consideradas peças de arte mundialmente reconhecidas e não existem dois caminhões iguais nas estradas indianas.

 

Enviar Comentário

Deixe uma resposta