PORSCHE CARRERA RS 2.7 DE 1973 – Um Carro de Corrida Para Rua


No início dos anos 70, a Porsche viu a necessidade de produzir um carro de corridas que correspondesse às regras de homologação. O resultado, em 1973, foi este Carrera RS 2.7, o irmão mais forte do 911. Com seu spoiler traseiro – “ducktail” – , grandes travões, o carro tornou-se imediatamente um clássico. Na verdade, o carro era tão popular que a Porsche optou por ir muito além do mínimo de 500 carros necessários para homologação, produzindo mais de 1.500 do modelo Carrera RS, em 1973.

Ao longo dos últimos 40 anos, o Carrera RS ganhou uma reputação como o maior dual-purpose que a Porsche já produziu. Em 1973, no entanto, devido a preocupações de alguns desmancha prazeres, o RS não foi autorizado para importação para os Estados Unidos. Apesar disso, de alguma forma, quatro desses carros escaparam através da fronteira dos EUA. Um deles, número de série 1309, acabou nas mãos do famoso piloto de corridas e distribuidor Porsche, Vasek Polek.

O número 1309 encontra-se agora em casa de Mark Haddawy, que raramente perde uma oportunidade de rodar pelas montanhas de Los Angeles, Califórnia. Como diz Mark, o RS, apesar de ser um carro de 40 anos de idade, ainda faz frente aos esportivos atuais. Afinal, mesmo pelos padrões de hoje o RS é rápido: 0-100km/h em 5,6 segundos e uma velocidade máxima de 240km/h.

A mística do RS  2.7, no entanto, vai além da mera estatística e, às vezes, pode desafiar a descrição.

“Eu dirigi muitos carros esportivos diferentes,” diz Mark. “Há algo sobre o RS que é mágico. É definitivamente mais do que a soma de todas as suas partes.” Por agora, então, só chamaremos o RS do que ele é: um carro de corrida de rua.

 

 Fonte: Petrolicious

Enviar Comentário

Deixe uma resposta