Moto de Lawrence da Arábia regressou a casa em Inglaterra


Em 1914, um jovem arqueólogo chamado Ned Lawrence foi recrutado pelos Serviços Secretos Militares da Grã-Bretanha para trabalhar no Egito, onde a diplomacia britânica estava auxiliando a revolta dos povos árabes contra o Império Otomano. O seu conhecimento da língua árabe, da geografia e história da área permitiram tornar-se uma peça importante para o sucesso da revelação árabe e valeram-lhe a promoção a major e a alcunha de “Lawrence da Arábia”.

Quando regressou a Inglaterra, em 1919, com a patente de coronel, tornou-se amigo de George Bernard Shaw, que ofereceu um presente a Lawrence quando voltou de uma missão na Índia, em 1929: uma moto Brough Superior SS100. Lawrence tentou recusar o presente, que era algo grandioso, custando o mesmo que uma casa. Mas a moto, que passou a tratar por George VI, tornou-se uma nova amiga, que lhe permitia percorrer os 380 km de Plymouth a Londres em cinco horas.

Foi essa velocidade que o levou à morte em 1935, num acidente de viação perto da sua casa, em Clouds Hill. Tinha 46 anos.

Desde então, a Brough Superior tem feito parte de exibições e até tem sido guiada, mas agora voltou finalmente a casa, a Clouds Hill. A moto conhecida como George VI vai fazer parte de uma exposição para comemorar o 100.º aniversário da Revolta Árabe.

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *