Ford T-Bird: a lenda do pássaro-trovão – Por Renato Bellote



Rock and roll. Prosperidade. Paz. American way of life em alta. A década de 50 foi marcante para o povo norte-americano. O país crescia a passos largos, o novo ritmo da música balançava a juventude e novos itens de consumo lotavam as casas.

Os carros, por sua vez, esbanjavam estilo, com grandes rabos-de-peixe e cromados por toda a carroceria. Um desses modelos, o Ford Thunderbird, chegou ao mercado em 1955 e se tornou um estrondoso sucesso nas lojas. Chegou a vender seis vezes mais do que o Corvette na época.

O roadster trazia um motor V8, com 312 polegadas cúbicas, 5,1 litros e 245 cv. O câmbio automático de três marchas tornava o passeio ainda mais agradável. A direção hidráulica podia ser virada com a ponta do dedo, de modo a abraçar a garota no banco rumo ao drive-in mais próximo.

Algumas coisas realmente são marcantes. Guiar o clássico com o sol batendo no rosto na manhã de sábado é uma delas. O V8 ronrona baixinho e o tempo parece passar mais devagar. Uma experiência altamente recomendável.

O exemplar da reportagem é 1957. Esse foi um ano importante, já que o esportivo deixou de ter apenas dois lugares e passou a ser um carro de família. Desse modo se tornou um clássico instantâneo.

 

Nos vemos na próxima. Feliz 2012 a todos!

Renato Bellote
Garagem do Bellote TV (HD

No Comment

  1. Antonio Manuel Penafort Pinto Queiros
    14 de janeiro de 2012
    Responder

    E quem escolhe o T-bird, como o mais belo automóvel de todos os tempos?

    Ele já tem 2 votos; os de Teresa Gago, e Antonio Piperno,

    os demais a favor do T-bird, se pronunciem, nos comentários que se seguem.

    ABS em todos,

    Penafort

Deixe uma resposta para Antonio Manuel Penafort Pinto Queiros Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *