Citroën desfaz-se de vários clássicos e protótipos. Estás interessado?


Se você é um apaixonado de clássicos, vai gostar desta notícia: a Citroën vai vender 65 dos seus modelos históricos e protótipos. Quer se candidatar?

Hoje em dia com um museu automóvel com cerca de 400 carros, a Citroën prepara-se para mudar a localização desta infra-estrutura, conhecida como La Conservatorie. Razão pela qual decidiu colocar à venda 65 das suas raridades, juntamente com muitas fotos históricas e outras memórias de tempos passados. Interessados, vamos lá!

Segundo também revela a marca do double chevron, os carros que vão ser colocados à venda e que atravessam várias épocas, são, no entanto, modelos dos quais o fabricante possui várias unidades. Não apenas alguns modelos históricos, como também alguns protótipos. Como é o caso, por exemplo, de vários trabalhos do atelier Sbarro, a que se juntam ainda alguns carros de competição e viaturas que marcaram a evolução da marca francesa. Entre os quais, alguns dos estudos de design do C4 Cactus original.

Clássicos Citroën com preços entre os 1000 e os 21 mil euros

Quanto aos preços, a Citroën refere que os modelos em questão estão à venda por valores que vão desde os 1000 euros, até perto dos 21 mil euros. Ou seja, em muitos casos, autênticas pechinchas!

A decisão de vender estes carros prende-se com a transferência da coleção, da sua atual localização, na Conservatoire de Aulnay-Seus-Boys, uma antiga fábrica da Citroën cujas portas fecharam em 2012, para um local mais atual — o recentemente recuperado espaço a que foi dado o nome L’Aventure Peugeot Citroën DS, em Sochaux. Cidade onde, curiosamente, nasceu a irmã Peugeot.

Quanto aos veículos que aí já não tiverem espaço, mas que necessariamente continuarão a fazer parte desta coleção, serão armazenados num outro local, para serem utilizados em momentos de festa. Por exemplo, nas comemorações dos 100 anos da marca, que terão lugar já no próximo ano, em 2018.

Leilão será online a partir do dia 10 de dezembro

No entanto se estiver efetivamente interessado em adquirir uma destas peças, ou tem apenas curiosidade em conhecer quais os carros que a marca francesa admite perder, pode ver o catálogo aqui, pelo menos, até ao momento em que o leilão terá início. O que acontecerá no dia 10 de dezembro, a partir das 14h00 (hora francesa), com a empresa responsável pelo leilão, a francesa Leclere-Maison de Ventes, a aceitar licitações durante as 24 horas seguintes, também por telefone.

 

Fonte: Razão Automóvel

Enviar Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *