O relato é sobre o meu casamento em maio de 2011… O casamento teve dois momentos: Primeiro na Igreja pela manhã, sem convidados e um segundo momento a noite em uma casa de festas e, em ambos, eu fui de Puma.

Note que na foto em frente a igreja, o tempo já estava nublado e, por isso, combinei com a minha Esposa de ir pegá-la no cabeleireiro a noite de carro convencional para irmos para a casa de festas. Casamento-C

O problema é que achei que não iria chover de noite e acabei indo pegar a esposa de Puma, mas assim que saímos do salão em direção a casa de festas, caiu o maior pé d´água e, com um Puma conversível e uma noiva toda “paramentada” do lado, já viu como eu sofri, né?

CasamentoB

Entrava água de tudo que é lado, ela puxava o vestido de uma lado para outro para não molhar, além dos jatos d´água que entravam pela frente da capota toda vez que batia um vento mais forte… Para o meu azar, a maioria dos jatos d´água iam na cara da noiva… desmanchou o cabelo, borrou a maquiagem que custaram uma fortuna, mas conseguimos chegar no salão festas a tempo para a cerimônia e com uma aparência ainda bem apresentável para um casamento !

Casamento- (111)

Chegando na casa de festas, o único lugar coberto para estacionar o Puma era em um palco que havia no salão e, foi lá mesmo que eu estacionei o carro, mesmo sob protestos dos donos da casa. Tem uma foto onde estamos fazendo a “Dança dos Noivos” onde aparece a fera no palco ! (Não ligue para minha fantasia ! hehehe)

CasamentoA

 Meu nome é Leonardo, tenho 51 anos e o da minha Esposa é Claudia. Moramos no Rio de Janeiro (RJ) e o casamento foi realizado no mês de maio de 2011 em Jacarepaguá.

Por problemas de espaço, vendi o Puma em Maio deste ano (2014), mas assim que conseguir fazer uma obra de expansão na garagem, compro outra !

 

Abraços, Leo.